Margarida Talapa em Grande Entrevista na Rádio Moçambique “TRABALHO DIGNO SIGNIFICA CRIAÇÃO DE CONDIÇÕES PARA QUE O TRABALHADOR SE SINTA VALORIZADO”

De acordo com a governante, o Ministério do Trabalho e Segurança Social entende que os empregadores devem criar condições nas suas empresas, quer em termos de infra-estruturas como de salários para que os seus trabalhadores laborem num ambiente de harmonia. Isto faz também parte do trabalho digno. Ou seja, o empregador não deve apenas exigir trabalho dos seus empregados sem criar as condições que garantam a produtividade.
“É nossa responsabilidade como Ministério, trabalhar com os empregadores no sentido de criarmos as condições para que o trabalho seja digno”, disse Talapa.

Por outro lado, a Ministra do Trabalho e Segurança Social destacou a segurança social obrigatória como um dos elementos fundamentais do trabalho digno. Dai que esta constitui um das grandes prioridades da agenda governativa do actual quinquénio.

“Inscrevemos como uma das nossas actividades ao longo deste quinquénio, o aumento da cobertura da segurança social obrigatória. Estamos implantados em todas províncias, temos infra-estruturas em alguns distritos, mas o nosso objectivo é aumentarmos a cobertura em todos os distritos”, sublinhou a Ministra, tendo acrescentado que a promoção da legalidade laboral através da inspecção também dignifica o trabalho.

Ainda nesta entrevista, Talapa falou igualmente da inserção económica e social de ex-trabalhadores moçambicanos nas minas da África do Sul como outra componente da dignificação do trabalho, com particular incidência nos trabalhadores moçambicanos nas minas e farmas da África do Sul.

“Temos cerca de 20.800 trabalhadores nas minas da África do Sul e outros mais de três mil nas farmas.
Os trabalhadores mineiros quando terminam o seu trabalho na África do Sul regressam e nós mobilizamos a estes a criar associações. Como Governo oferecémo-los kit’s e apoiámo-los na sua reinserção social”, disse a Ministra.
Segundo Margarida Talapa, já existem resultados palpáveis da criação destas associações com o objectivo de inserir os mineiros na sociedade como é o caso, por exemplo, da Associação Vladimir Lenine da aldeia comunal da OMM, no distrito de Limpopo, província de Gaza que dedica-se à criação de frangos.

Talapa acredita que estas acções levadas a cabo pelo têm um impacto na vida dos ex-trabalhadores mineiros bem como nas suas famílias.
“Na monitoria que fizemos ao longo deste ano, através da Direção Nacional do Trabalho Migratório, vimos que o grande problema é a gestão. Para limar este problema, vamos apostar na formação em matéria de gestão aos ex-mineiros que é para melhorar na gestão do apoio que o Governo disponibiliza”, disse.
Refira-se que o Ministério do Trabalho e Segurança Social tem levado a cabo várias acções com único objectivo, salvaguardar os direitos dos trabalhadores no país bem como na diáspora.